sábado, 23 de dezembro de 2017

Presentes que eram sonhos de consumo nos anos 80 e 90

1. Pogobol (1987)
No natal de 1987 a criançada toda desejava o bizarro Pogobol!
Era um daqueles produtos que dão 100% de lucro a um empresa! O "super divertido brinquedo" que era caro e um peça de ostentação nada mais era que uma bola em formato de "8" com um pedaço de plástico que encaixava seu pés e pronto! A criançada ficava pulando e os adolescente se ostentando!
A Estrela (fabricante do brinquedo) possivelmente estava sorrindo de "orelha a orelha" com ele, pois uma coisa relativamente simples de fazer, deu-lhes um natal bem recheado!



2. Coleção Heróis da TV (1986 a 1996)
Nos anos 80 e 90, havia dois fabricantes grandes de brinquedo: a Estrela e a Glasslite.
A "Estrela" geralmente fazia produtos muitos bons (a maioria licenciada pela americana Mattel e ?Hasbro) e por isso mesmo muito deles eram caros!
Já a "Glasslite" fazia bons brinquedos a preço mais acessíveis e a maioria deles eram "personagens" dos seriados, filmes e desenhos.
Como o fabricante se especializou nisso, logo suas propagandas diziam "Coleção Heróis da TV" porque nos anos "80" ela fabricou a maioria das coisas que víamos nos seriados como
Águia de Fogo, Trovão Azul, Supermáquina, Carro Comando, Esquadrão Classe A, Duro na Queda, BJ, Rambo, Thundercats, Moto Laser ...
E também na década seguinte ("90") quando surgiu a "invasão dos heróis japoneses" então ela fabricou Jiraya, Black Kamen Rider RX, Jaspion, Viper, Robocop, Simpsons, Winspector ... .
A empresa tinha fama de "reaproveitar suas peças de estoque" por exemplo, o que "sobrou do Águia de Fogo" foi colocado depois como "O Helicóptero do Japion"
E o que sobrou do Trovão Azul virou o Helicoptero do Giraya.
Mas independente disso, seus brinquedos eram desejados em todo natal, até o final dos anos 90.



3. Pense Bem (1987)
Não era um computador, mas custava quase um (aqueles do tipo "micro" como o TK90, C64 ou Hotbit). O brinquedo era conhecido por "decepcionar" seus donos que achavam que ele fazia mais coisa do que apenas "livros e cores".
Depois do seu lançamento foi ele demorou um pouco para pegar até virar o sucesso que conhecemos mas as vendas de natal não era porque as crianças o queriam e sim porque muitos pais o achavam "um brinquedo inteligente" principalmente para iniciar os "pequenos" no mundo da "informática" (ou pelo menos pensavam assim). Para comemorar os "30 anos" do brinquedo nesse natal (2017) ele está a venda novamente por mais ou menos R$300.



4. Murfy (1989)
Assim como o "Pogobol" foi um brinquedo simples, fofo e de sucesso. Ele vinha com quatro trajes e ainda tinha uma esposa, e você apertava sua barriga ele imitia o "som clássico" OUW!!
Embora tenha sido dado natal, este brinquedo faturou mais no "dia dos namorados" pois era uma coisa perfeita para os casais.



5. Comandos em Ação (1986-1993)
As crianças e adolescentes de hoje conhecem o "Comando em Ação" como um filme (na verdade dois) só que ele era uma coleção de figure actions com equipamentos da Hasbro que depois virou desenho no "Xou da Xuxa", contudo esse é o nome "brasileiro" pois na verdade ele é conhecido mundo afora como G.I Joe
O que chamava a atenção dessa coleção era o tamanho dela (124 bonecos ) e  os brinquedos extramente "realistas" (você montava eles) e extramente grandes! Para você ter um ideia, o porta aviões (que nunca foi lançado no Brasil) tinha 2,28 metros! Isso porque o "caça de ataque" baseado no F-14 Tomcat tinha 50 centímetros! Fora isso a maioria dos brinquedos foram lançados por aqui e eram caros até demais dependendo o tipo pois geralmente os maiores eram mais caros.
Não era incomum você medir "quanto ganhava o pai do seu amigo" com estes brinquedos, pois geralmente que tinha mais de 10 deles (não contando os bonecos) era sinal que esses pais ganhavam muito bem!  Claro que depois com a chegada dos videogames e dos computadores o preço dos brinquedos baixou consideravelmente, mas qualquer um que tenha um brinquedo desses dos anos 80 ou 90 em bom estado consegue vender o mesmo até por R$1000.



6. Tamagotchi (1996)
Na verdade não era bem um "desejo de natal" pois também não era nenhuma fortuna na época, pois você comprava um desses "bichinho virtuais" por mais ou menos R$10,00.
Só que o que não te contaram é quem muito adolescente faturou em cima do bichinho assim garantindo um "presente de natal" melhor já que juntava a grana dele e mais a que os pais davam pois
se hoje em dia muita gente "vende perfis" de jogos "on line" por causa do nível que está, em 1996 as muita criança/adolescente vendia um tamagotchi conforme o "quanto evoluído" ele estava e vi gente vendendo essas "coisinhas" por até R$150 numa época em que o Dólar valia menos de um Real!
Entendeu agora porque a molecada queria esse chaveiro de qualquer jeito na época? Não era só pelo bichinho para ver ele crescer, quem sabia fazer ele se desenvolver ganhava até mesmo uma "graninha" dando conselhos para os amiguinhos que eram mais devagar.



7. Pegasus (1983 a 1989)
Se você tem mais de 40 provavelmente esse era um dos seus sonhos. Se você é adolescente provavelmente ele era um sonho do teu pai! Pegasus era um carro de controle remoto da "Estrela" baseado na BMW M1 mas não era um só um simples carrinho, era quase uma réplica perfeita do verdadeiro! Ele fazia barulho mesmo de carro, acendia as luzes e tinha uma velocidade incrível e era o mais "caro" dos brinquedos na época ganhando até mesmo de videogames ou computadores.
Ele tinha características mais perto de um "carro a controle remoto profissional" (por exemplo aqueles usados em filmes ou séries), fabricado nos mínimos detalhes e com um dispositivo que impedia interferência de outro tipo de onda de rádio (de um outro brinquedo ou do som mesmo) mas o divertido mesmo era abusar da sua velocidade fazendo "incriveis" cavalos de pau. O únicos problema era as pilhas pois eram 11 no total!
Hoje dia um usado por exemplo você encontra por até R$4000.00!



8.Barbie (1982-1996)
Se os meninos queriam o "Pegasus" as meninas queriam a "Barbie" que era a boneca mais desejada por 9 entre cada 10 meninas.  Havia Barbie pra todos os "gostos e bolsos" inclusive com muitos accessórios (carro, casa, piscina, salão) vendidos separados (isso sim era caro) e sem contar se a menina tinha uma Barbie tinha que ter um Ken (que era o namorado dela) que no Brasil apareceu primeiro como o nome de "Bob" e se você pensou que eles mudaram o nome por causa da palavra "quem" acertou em cheio! Antes da Barbie a estrela tinha seu modelo "genérico" fabricado até hoje, a boneca Susi.Vale lembrar que a Barbie parou de ser distribuída pela Estrela em 1996 porque a Mattel (fabricante americana da boneca) se instalou no país.



9.Bicicleta de 20 marchas (1994-1999)
Provavelmente você deve estar se perguntando porque coloquei isso se essas bicicletas são desejadas por muitas crianças e adolescentes até hoje, isso porque antes de 1992 no Brasil não havia bicicleta de 15 ou 20 marchas do estilo Mountain bike! O que havia era umas antigas da Caloi com 10 marchas (a famosa Caloi 10)  no estilo de "corrida de circuito fechado"que geralmente era feita por encomenda (e que hoje em dia você encontra em lojas esportivas). Quando as importadoras começaram a trazer essas bicicletas (devido a estabilização da economia) e os fabricantes (Caloi e Monark) começaram a faze-las por causa disso, quando víamos uma ficamos querendo ter de qualquer jeito. Quem tinha falava das facilidade de pegar uma "subida ingrime" e colocar num "marcha leve"  ou numa descida muito rápida colocar numa "marcha pesada" e pra quem tinha uma bicicleta de "marcha única" e usava bastante isso parecia um sonho, principalmente nas subidas!



10.Videogames da 3º e 4º geração (1989-1999)
Pra finalizar, você acha que o "Video Game" era um desejo de natal para crianças da década 80?
A maioria nem se importava! E quem se importava geralmente ganhava isso fora do natal tipo no aniversário ou no dia das crianças. Isso tem haver com uma questão de "psicologia". Os video games de 2º geração eram mais sucesso "em cidade pequenas"  do que nas grandes, pois a criançada preferia jogar fliperama que tinha os gráficos melhores e alguns tinham os "micro computadores" que tinham bastante jogos parecidos com os de fliperama. Claro que tudo isso mudou em 1989 quando chegou no Brasil o Master System e os "Clones NES" que eram consoles de 3º geração.  Esses jogos eram bem mais realistas e perto dos jogos de fliperama o que chamou logo atenção da criançada que ficavam "enchendo o saco do pai" para comprar um e a situação piorou quando chegou a 4º Geração onde a maioria jogos ficava em pé de igualdade aos fliperamas da época!



Desejo a todos leitores um ótimo Natal!
E voltaremos na próxima Semana!

Postado por:
Rafael "O KH" Dantas
Autor do blog de gravação musical Palco KH, do blog "sobre as histórias adultas do cantor" Lucas Star e Jovem & Adolescente nos anos 90!
Músico e Técnico em T.I
OMB:13850
Contato:
rafael.kh@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: faça comentários relacionados a postagem!
Tudo que for de origem ideológica, conteúdo ofensivo ou político será automaticamente apagado! Há vários blogs pra você fazer isso, aqui não é um deles.